• 03 Out 2018
  • Antonio

CREMEPE LANÇA SEGUNDA EDIÇÃO DO “MEMÓRIAS DA MEDICINA”


Foi lançado na noite da sexta-feira (28.09), na sede do Cremepe,  o segundo volume do livro “Memórias da Medicina de Pernambuco”. O evento contou com a presença de nomes renomados da Medicina do Estado. A publicação é um compilado de entrevistas feitas com 12 médicos durante o Programa Memórias da Medicina, apresentado pela jornalista Mayra Rossiter e produzido por Joelli Azevedo, ambas da Assessoria de Comunicação do Cremepe. Após a veiculação on-line pelo portal do Cremepe (www.cremepe.org.br), essas entrevistas foram transcritas e publicadas no livro. Nesta edição, foram entrevistados os médicos Ana Azoubel, Antônio Lopes, Carlos Vital, Ernani Melo, Hildo Azevedo, Luciano Lima, Mário Fernando Lins, Ney Cavalcanti, Otávio Damázio, Paulo Mendonça, Romeu Krause e Salvador Vilar.

Para o presidente da autarquia, muito mais do que contar a história dos entrevistados, a publicação é uma maneira de garantir a esperança dos futuros médicos. “Dizem que a felicidade é o óculos da alma. Eu não tenho palavras para expressar a felicidade de estar aqui reunido com pessoas tão boas, competentes e do bem. O aprender com médicos como esses é o que faz valer a caminhada”, disse André Dubeux.

Cada entrevistado recebeu o exemplar do livro e uma placa comemorativa, que foi entregue por conselheiros do Cremepe. O homenageados proferiram palavras de agradecimento. O médico Salvador Vilar foi o último a receber a placa e concluiu a noite dizendo que os 12 entrevistados, com modéstia, “são 12 apóstolos da Medicina”.

Dubeux também aproveitou a ocasião para se despedir do cargo de presidente do Cremepe, já que nesta segunda-feira (1º de outubro), não estará mais à frente do Conselho. “Faltariam palavras para agradecer a confiança depositada em mim. Aqui aprendemos todos os problemas de saúde pública e todas as injustiças que fazem com nossa classe. Peço desculpas por ter não ter feito mais, mas podem ter certeza que me esforcei e posso dizer que saio com a minha consciência tranquila”, concluiu André Dubeux.

Também estiveram presentes no lançamento do livro os secretários de Saúde de Pernambuco, Iran Costa, e do Recife, Jaílson Correia, e os presidentes do Sindicato dos Médicos, Tadeu Calheiros, e da Associação Médica, Helena Carneiro Leão.

PROJETO MEMÓRIAS DA MEDICINA

O Programa Memórias da Medicina, que deu origem ao livro, é um programa de entrevistas com médicos que aborda não só as mudanças da Medicina ao longo das últimas décadas, como também aspectos da vida pessoal de cada um deles. São perguntas e respostas que procuram extrair dos entrevistados detalhes sobre o ensino e a prática da Medicina de outrora, experiências de vida, além particularidades e curiosidades sobre a vida particular. O projeto foi implantado pelo Centro de Estudos Avançados do Cremepe (Ceac), sob a coordenação do conselheiro Ricardo Paiva, ex-presidente do Conselho.

“Todos nós sabemos que a evolução tecnológica trouxe mudanças e benefícios incontestáveis para a Medicina e, consequentemente, para os pacientes. Hoje, com os equipamentos de ponta, capazes de diagnosticar doenças através de imagens de alta resolução, o tratamento se torna mais rápido e com mais chance de cura. Depois dos bisturis comuns, do laser e da cirurgia por vídeo, chegamos aos robôs, que atuam com resultados precisos e satisfatórios. Nas entrevistas publicadas neste segundo volume do Memórias da Medicina de Pernambuco, o leitor vai perceber claramente essa mudança na Medicina por causa da chegada de novos equipamentos. Mas vai ver também que continua atual a Medicina feita com humanismo, com zelo e com total dedicação ao paciente”, explica o presidente do Cremepe, André Dubeux, no prefácio da obra.

Fonte:Cremepe